Donos de cachorro tem até 4x mais chance de não serem obesos, revela estudo

Se já não bastasse serem naturalmente especiais, os cães ajudam a gente a ficar em forma. Estudo afirma que tutores de cachorro tem 400% mais chances de se comprometerem a ficarem em forma.

O fato de que donos de cachorros tendem a fazer mais exercício não surpreende ninguém, já que querendo você ou não, precisa passear com seu pet. Pesquisas anteriores se concentraram principalmente em um único membro da família e não deixava claro se o tempo utilizado nas caminhadas com o cachorro substituíam outras atividades físicas.

Dra. Carri Westgarth à direita durante a pesquisa na Inglaterra
Dra. Carri Westgarth à direita durante a pesquisa na Inglaterra

Cuidar de cachorro faz diferença para a nossa saúde

No atual estudo de Carri Westgarth e sua equipe da Universidade de Liverpool, a análise foi mais profunda: que diferença ter um cão faz para a saúde física do dono.

Na pesquisa realizada, Westgarth avaliou a atividade física de pessoas em 385 domicílios na Inglaterra. Foram 191 pessoas donas de cachorros, 455 pessoas que não tinham cães e 46 crianças. Desse total, 28 adultos foram acompanhados com acelerômetro para confirmar a atividade física total.

Descobriram que os donos de cães andam com mais frequência e por períodos mais longos do que as pessoas que não tem cães. E essa atividade não substitui outros exercícios físicos. Na prática, essa é uma atividade extra. Os pesquisadores conseguiram confirmar o potencial de melhoria da saúde tenho um cachorro como pet.

[ Veja também: Brinquedos para cachoro: o Guia Definitivo ]

“As evidências sugeriram que, ter um cachorro está associado a um menor risco de morte por doenças cardiovasculares, principalmente em famílias ‘monoparentais’, onde o tutor está mais obrigado a caminhar com o pet”, afirma o estudo.

Para muitas pessoas, essa pode ser a diferença crucial entre níveis saudáveis de exercício. A recomendação é que tenhamos todos 150min de atividade física moderada ao menos por semana. No entanto, menos de 50% dos adultos nos EUA atingem essa recomendação. Na Inglaterra o cenário é um pouco melhor, ainda assim 66% de homens e 58% de mulheres atingem esse objetivo mínimo.

A pesquisa de Carri Westgarth descobriu que os tutores de cachorro tem 4x mais chances de superar esse objetivo. Além disso, os benefícios se estendem a todas as outras pessoas da família.

Dra Westgarth durante pesquisa com donos de cães na Inglaterra
Dra Westgarth durante pesquisa com donos de cães na Inglaterra

Incentivo a adoções como política pública

Os resultados foram tão positivos que os pesquisadores desejam que novas políticas sejam criadas para apoiar a adoção de cães. No caso específico do Brasil, medidas como essa poderiam impactar dois cenários importantes:

  • O trabalho de Centros de Zoonoses e de ONGs que se dedicam ao cuidado da população de cães;
  • A gastos com saúde, já que a prevenção à obesidade tem impacto direto nas políticas de saúde pública.

“Ter cães está associada a mais caminhadas recreativas e chances consideravelmente maiores de atender às diretrizes de atividade física. Políticas relativas a zoonoses e saúde pública deveriam apoiar a posse de cães devido a todos esses benefícios”.

Então, se você está lutando para perder peso ou ter uma atividade física mais regular, há uma solução para isso: adote um cãozinho! 🙂

Dra Westgarth durante pesquisa com donos de cães na Inglaterra
Carri Westgarth com cães 🙂

O estudo “Os donos de cães são mais propensos a cumprir as diretrizes de atividade física do que as outras pessoas: Uma investigação da associação em ter um cão com níveis de atividade física em uma comunidade britânica” (sem versão em português) foi publicada na Scientific Reports.

Fonte:
ZME Science

É verdade que mulher grávida precisa se afastar dos gatos?

Não. Você não precisa se afastar de seus pets durante a gravidez. No entanto, é melhor você não limpar os banheiros dos gatos.

O perigo da toxoplasmose

O cocô do gato pode carregar um parasita que causa infecção chamada toxoplasmose. Alguns pássaros e outros animais, bem como comida crua ou mal cozida também podem levar o parasita.

A toxoplasmose não é uma doença grave, mas se pega durante o início da gravidez, pode provocar aborto do feto. Felizmente, as chances de se contrair toxoplasmose durante a gravidez são baixas. Se você já teve antes, não pegará novamente. E mais, se você convive com gatos há tempo, existe a possibilidade de você já ter contraído e criado imunidade à doença.

Grávida com gatinho british shorthair
Grávida com gatinho british shorthair

Estou grávida e tenho gatos em casa!

Se você está grávida e tem um gato, apenas peça para que outra pessoa cuide do banheiro dele e faça essa limpeza diariamente por você. Agora, claro, se você simplesmente não tem com quem contar para essa tarefa, proteja-se com luvas ao lidar com a sujeira e assim que terminar o trabalho, lave bem suas mãos já na sequência.

Tendo essas precauções, é provável que já seja suficiente para você se manter afastada da doença, mesmo se há um gato infectado em casa. De qualquer forma, se você ficar muito preocupada, leve o felino ao vet para realizar um teste e tratá-lo em caso de infecção.

Grávida lendo com gatinho no colo
Você não precisa deixar de curtir os momentos gostosos com seu gato e seu bebê 🙂

O que fazer com meus bichanos?

Outra saída é, se identificado o gato com toxoplasmose, você deixá-lo em um gatil por seis semanas até que ele não seja mais infeccioso.

Durante a gravidez, não são feitos testes que identifiquem a toxoplasmose. Então se estiver preocupada com a possibilidade de ter sido exposta ao parasita, converse com seu obstetra e faça um exame. Assim, você terá a resposta se está imune ou não à doença.

[ Veja também: Bebedouro vs Tigelas para gatos. Qual é o melhor? ]

Não é só a toxoplasmose!

Salmonela e E. coli são outras doenças que gestantes podem pegar pelo contato com animais domésticos, como cães e gatos. A salmonela é um tipo de bactéria que provoca infecções, muitas vezes seríssimas. É raro que faça mal direto ao bebê, mas seus sintomas – febre alta, vômitos, diarreia e desidratação – podem provocar um parto prematuro ou até aborto espontâneo.

Animais vacinados e bem tratados raramente apresentarão risco à família. É importante ficar atenta também à higiene de um modo geral.

Considere, por exemplo, que as pessoas que circular em sua casa podem pisar em cocô na rua e levar para casa. Assim sendo, procure manter sua casa sempre bem limpa e arejada.

E dessa forma, estando grávida, você não precisa se afastar de seus gatos 😉


Você está grávida? Alguma preocupação extra passa por sua cabeça? Ou você já passou por essa fase? Como foi pra você?

Conte-nos sobre sua experiência nos comentários abaixo!

Fonte:
BabyCenter.co.uk

Bebedouro automático vs Tigelas para gatos: qual é o melhor?

Antes, vamos resumir o que vamos tratar nesse post.
Pontualmente:

  • Prós e contras de usar tigela para água com o gato
  • Prós e contras de um bebedouro automático para seu gato

Dessa maneira, nossa intenção é que você fique completamente esclarecida(o) para tomar a decisão de comprar essa ou aquela fonte, essa ou aquela tigela. 😉

Você prefere utilizar tigela para dar água ao seu gato?

Não deixe que o preço nuble sua decisão. Há mais o que considerar! Veja:

Por causa da importância e da função dos bigodes nos gatos, o mercado busca soluções especiais aos felinos. Você fica de saco cheio sempre que tem que limpar os potinhos dos gatos? Quer evitar que seu gatinho sofra com os rins? A ingestão de água é fundamental para todos os seres vivos, mas como pets, os gatinhos precisam de atenção especial quanto a isso.

Eis nosso comparativo:
Bebedouro Automático VS Tigela para a água do seu gato

[table id=18 /]

Água corrente sempre terá a preferência do seu felino 😉

O que consideramos para as notas acima:

Conforto para o gato

Dependendo da “boca” da tigela, beber água para o gato pode ser desconfortável. Já a altura do bebedouro automático é confortável para o pet. Em geral, entre uma tigela com água e um bebedouro automático, esteja certo que o gato vá preferir a água corrente de uma fonte automática.
[ PONTO PARA O BEBEDOURO AUTOMÁTICO ]

Conforto para você

O que julgamos ser o conforto aqui, é o fato de você precisar limpar. O ponto positivo da tigela é que ela é muito mais fácil e prática para higienizar. Então a rapidez conta como ponto positivo à tigela. No entanto, o bebedouro automático requer limpeza muito menos frequente. Mesmo exigindo mais esforço quando a limpeza é feita, o fato de não precisar fazê-la todo dia é ponto positivo.
[ PONTO PARA O BEBEDOURO AUTOMÁTICO ]

Risco à saúde do pet

Onde está o risco para saúde do pet? No material e no cuidado com a limpeza. Tigelas de plástico são as piores escolhas. Ao longo do tempo, realizando a limpeza frequente do plástico, a criação inevitável de ranhuras faz com que, somando-se à água parada, possa-se criar bactérias e/ou fungos que prejudiquem à saúde do animal. O bebedouro automático, mesmo com estrutura plástica, tem a vantagem da água corrente e do filtro. A oferta de água é sempre fresca e filtrada, excelente à saúde de seus gatos.
[ PONTO PARA O BEBEDOURO AUTOMÁTICO ]

Fragilidade

Tigelas são feitas de diferentes materiais. Em média, no entanto, o uso delas para água com seu gato tem boa resistência. Alguns felinos tem o interesse de botar a patinha na água (seu gato faz isso?) para entender “onde está a água”, já que parada, ele não a vê! Nessa hora, dependendo do gato, acidentes com as tigelas acontecem. O mesmo efeito pode se dar também com o bebedouro automático, mas por ser bem mais pesado, costuma não ceder. Já o maior risco da fonte de água é ela ser ligada na tomada SEM ÁGUA. Por isso nem mesmo a fonte é 5 estrelas. 🙂
[ PONTO PARA O BEBEDOURO AUTOMÁTICO ]

oops, a curiosidade molhou o gato

Custo

Comprar uma tigela para seu gato vai ser sempre mais barato. Desconsiderando a relação custo/benefício, um bebedouro automático para seu gato sairá sempre mais caro que uma tigela. Por isso…
[ PONTO PARA A TIGELA ]

Durabilidade

Como quase tudo, quanto mais você cuida, mais dura. Nessa hora consideramos ponto para a tigela por ser mais simples (leia-se sem qualquer tecnologia). Se supormos o mesmo cuidado entre tigela e bebedouro automático, é natural que a fonte dure menos por apresentar mais pontos de atrito (encaixes) e usar tecnologia (bombinha). Ainda assim, se cuidada com frequência, atenção e carinho, tanto tigelas quanto fontes automáticas podem durar por anos!
[ PONTO PARA A TIGELA ]

Encontre Tigelas e também Bebedouros Automáticos na Petite Sofie.
Clique aqui e compre com conveniência e segurança

O comparativo acima é baseado em experiência própria, de amigos e clientes mais próximos. Esperamos poder ajudar você com qualquer dúvida que tinha até chegar aqui.

Mas peraí.. você concorda com os pontos levantados? Discorda?Adoraríamos ouvir a sua opinião!

Facebook da Petite Sofie / Instagram da Petite Sofie


Aproveite e também confira nosso belíssimo comparativo entre comedouros para ajudar você a escolher o do seu pet. Clique aqui!

A real importância de um bebedouro automático para gatos

Os gatos têm o sistema urinário sensível e praticamente como um sinalizador de que as coisas não vão muito bem. O consumo de água e – por consequência – um bom bebedouro automático para gatos, é fundamental para a saúde do pet. Você já vai entender por quê.

Bebedouro automático para gatos e a importância de mante-los longe de doenças urinárias

Animais estressados, com a rotina alimentar desregrada ou que ingerem pouca água, em algum momento da vida, podem manifestar sintomas de complicações urinárias. Conhecida como doença do trato urinário inferior (DTUIF) por acometer a bexiga e a uretra, este problema causa grande desconforto ao felino. Ele sente insistente dor e fica incomodado o tempo todo. O problema é tão frequente e envolve tantas variáveis com sintomas semelhantes, que hoje se fala em Síndrome Urológica Felina.

Os gatos mostram sinais de dificuldade e dor ao urinar, aumento da frequência de micção e até o aparecimento de sangue na urina. Os felinos apresentam tendência a lamber a área genital com muita frequência. Essa tentativa de minimizar o desconforto às vezes os levam a urinar fora da caixa de areia. Por vezes preferem superfícies lisas e frias como um piso de cerâmicas ou banheira. É fundamental que você entenda como identificar esse comportamento em seu gato para leva-lo logo ao veterinário.

Gatinho no banheiro
Fique atenta(o) para o comportamento do gatinho na hora de urinar. Se ele parecer desconfortável, algo errado no ar!

…mas procure evitar ao máximo!

Como, afinal? Exatamente como para os seres humanos, uma rotina saudável tem influência completa na qualidade de nossas vidas. Para os animais não seria diferente. Mas de maneira bem específica, para os gatos, a ingestão de água é vital. Não só em quantidade, mas também em qualidade.

Os pontos-chave que você pode fazer para oferecer qualidade de vida ao seu gato são:

  • Ofereça alimentação saudável
  • Ofereça água corrente e filtrada
  • Ofereça brinquedos

+Veja também: Como evitar formigas na ração com 7 passos simples de executar

Bebedouro Automático para gatos Petlon

Na Petite Sofie você encontra as fontes automáticas Petlon. Com consumo de apenas 4W, utilizar diariamente o Bebedouro Automático Petlon ajuda a minimizar o risco de seus gatinhos adquirirem esses problemas. Isso porque a fonte disponibiliza água potável o tempo todo para o pet.

Divididas entre a linha Branca e a linha Premium, você escolhe entre diversas cores, 110V ou 220V e compra em até 6x sem juros no site. Todo conforto e segurança possível para você oferecer saúde ao seu felino.

Bebedouro Automático para gatos Petlon
Com capacidade para 2 litros de água filtrada, a fonte Petlon é uma das melhores opções em bebedouro automático para gatos do mercado.

Veja também nosso comparativo:
Bebedouro Automático vs Tigela de água para Gato. O que é melhor?

Comedouro ideal para cachorro: O GUIA COMPLETO

Escolher o comedouro para cachorro IDEAL pode parecer um processo rápido, mas é importante você considerar alguns pontos antes de decidir. Da mesma forma que há centenas de raças, basicamente quatro grupos separados por porte e três tipos de focinho, existem dezenas de tipos de comedouro. De maneira direta, veja o que você deve considerar antes de comprar o comedouro para seu pet:

  • Material
  • Tamanho, capacidade e altura
  • Características particulares
  • Design

Vamos esmiuçar melhor cada ponto desses abaixo. Pois no final, você deverá saber qual é o comedouro para cachorro ideal para o seu! Combinado? 🙂

Comedouro para cachorro: qual é o material ideal?

A variedade de material é grande. Mas aqui, o ponto mais importante que você deve considerar é a saúde do seu cachorro. Confira abaixo um rápido review de cada tipo de material:

Tigela em Aço Inox

Comedouro para cachorro em Aço Inox
Tigela em Aço Inox

Uma das melhores matérias-prima para um comedouro pet. O aço inox é durável, resistente a quedas e mordidas dos cães mais nervosos e não possui ranhuras no material. Devido a elas que restos de alimentos ficam grudados e como consequência, proliferam bactérias. Podem ser facilmente lavados à mão ou na máquina de lavar. Outra vantagem é a relação custo/benefício, em geral mais baratas que as de porcelana. Os pontos negativos ficam para o design, que geralmente perde para tigelas em cerâmicas e porcelana. Em geral as tigelas são feinhas…

Tigela em Porcelana

Comedouro para cachorro em porcelana
Tigela em Porcelana

A porcelana é uma matéria-prima nobre. Da mesma forma que é utilizada para pratos e utensílios domésticos mais finos para humanos, a mesma concepção é trazida para os comedouros dos pets. O grande diferencial da porcelana é o aspecto puro, clean, higiênico. E por falar em higiene, essa é uma das principais características desse material. Muito fácil para limpar, pode ser higienizada à mão ou na máquina de lavar. Se o pet gostar da ração quentinha, essa é uma tigela que pode ser levada ao microondas, diferente das de alumínio e inox. Seus pontos negativos ficam para o preço, mais altos que as outras, e o maior risco de se quebrar.

Tigela em Vidro

Comedouro para cachorro em vidro
Tigela em Vidro

Semelhante à porcelana, a tigela de vidro é uma das mais indicadas para ser utilizada na hora de servir ração ou água para seu cachorro. Como tem superfície livre de poros e nenhuma ranhura, a higienização é mais fácil e eficaz que nas de cerâmica, plástico ou alumínio. Geralmente as tigelas em vidro compõe comedouros suspensos, mais adequados a cães altos. Como a tigela de porcelana, suporta grandes temperaturas sem deformar ou emitir resíduo. Excelente para mante-la limpa e, assim, garantir distância das bactérias. O ponto negativo fica por conta da fragilidade. Uma queda ou um cãozinho muito nervoso podem quebrar a peça.

Tigela em Cerâmica

Comedouro para cachorro em cerâmica
Tigela em Cerâmica

Matéria-prima mais barata que o vidro e a porcelana, as tigelas em cerâmica geralmente tem os designs mais criativos. Semelhantes ao vidro e a porcelana em relação à higiene, os comedouros de cerâmica possuem mais ranhuras que os citados. Isso exige um pouco mais de cuidado na limpeza, mas o material é uma excelente sugestão para oferecer água ou ração ao seu cachorro. O ponto negativo fica por conta da grande fragilidade. Cães mais brutos podem quebrar facilmente as tigelas em cerâmica.

Tigela em Alumínio

Comedouro para cachorro em Alumínio
Tigela em Alumínio

Uma das opções mais baratas. No entanto, uma das mais nocivas à saúde do cachorro. Recipientes em alumínio podem ser prejudiciais, tanto para humanos, quanto para os cachorros. Com o tempo de uso, fragmentos de alumínio são progressivamente soltados à água ou ração e ingeridos pelo pet. Em longo prazo, o animal pode ser acometido por doença neurológica. A tigela em inox – semelhante visualmente – deve ser sempre preferida.

Tigela em Melamina

A melamina é um composto semelhante ao plástico, mas mais resistente. Resistente até mesmo ao fogo.

Comedouro para cachorro em Melamina
Tigela em Melamina

Mais acessíveis e com ofertas de design mais criativos, os comedouros em melamina ocuparam grande espaço no mercado pet.

No entanto, os comedouros em melamina oferecem – em menor grau – riscos à saúde do animal como as tigelas em plástico. Se partículas do material contaminarem água ou ração, em longo prazo podem oferecer problemas renais nos pets.
IMPORTANTE: caso sua tigela em melamina sofrer um risco ou rachadura, não a utilize mais!

Tigela em Plástico

A mais popular e barata tigela para cachorro do mercado. Mas infelizmente as menos indicadas também. Quando aquecido, o plástico libera Bisfenol A, um verdadeiro veneno tanto para pets (tanto quanto para seres humanos).

Comedouro para cachorro em Plástico
Tigela de Plástico

Os potinhos em alumínio e plástico são os menos indicados por conta da sua superfície porosa e apresentação de muitas ranhuras – que são agravadas com o tempo de utilização e limpeza. Essa é uma desvantagem séria, pois podem gerar bactérias e micro-organismos responsáveis por provocar alergias ou doenças mais graves no cachorro.
IMPORTANTE: caso sua tigela de plástico sofrer um risco ou rachadura, não a utilize mais!

Avaliação dos materiais:

A seguir, veja uma tabela comparativa que, por meio de pontos objetivos, avalia os quesitos. As atribuições são de responsabilidade da Petite Sofie. Se por algum motivo você discordar, sinta-se livre para comentar no campo designado abaixo do post. Adoraremos receber sua crítica e avaliação. Quanto mais estrelas douradas, melhor a avaliação. Veja:

  • Design: aspectos visuais que assumem as tigelas dos respectivos materiais
  • Durabilidade: +estrelas, maior resistência do material ao longo do tempo
  • Risco à saúde do pet: +estrelas, mais seguro ao pet
  • Fragilidade: +estrelas, mais resistentes a impacto
  • Custo: +estrelas, melhor o preço

[table id=1 /]

[table id=2 /]

[table id=3 /]

[table id=4 /]

[table id=5 /]

[table id=6 /]

[table id=7 /]

Qual é o tamanho (e altura) ideal para seu cachorro?

Pode parecer “frescura”, mas o desenho do comedouro para seu cachorro, o tamanho da “boca” e a altura fazem grande diferença no conforto para ele se alimentar. E assim, se alimentar melhor sem deixar sobras ou fazer sujeira ao redor da tigela. Se seu cachorro for muito pequeno e a tigela grande, o risco de você errar na dose de ração é grande. O oposto também pode acontecer. Um potinho muito pequeno para um cachorro grande pode promover muita sujeira. Certamente o cachorro tentará derrubar a ração da tigela para comer com mais conforto.

Comedouro para Cães Pequenos
Comedouro para cachorro pequeno: Chihuahua (foto), Yorkshire, Daschund, Boston Terrier, Spitz Alemão Anão, Schnauzer e Poodle mini e outras raças, ou SRDs, de porte pequeno com peso máximo de 7kg.
Comedouro para cachorro médio
Comedouro par cachorro médio: Pug (foto), Buldogue Francês, Spitz Alemão, Schnauzer, Maltês, Lhasa Apso, Beagle, Poodle e outras raças, ou SRDs, de porte médio até no máximo 15kg.
Comedouro para cachorro grande
Comedouro para cachorro grande: Golden Retriever (foto), Bulldog Inglês, Border Collie, Labrador, Pit Bull, Pastor Alemão e outras raças, ou SRDs, de porte grande, acima dos 20kg.

Comedouro suspenso para o cachorro

No caso de comedouros suspensos, a indicação é mais adequada para casos de cachorros grandes (altos) e idosos – ou com problemas articulares. Oferecer água e ração a uma altura do chão é um conforto importante para cães que sentem dores para se abaixarem até a comida no chão. Caso seu cachorro é alto, mas em plena saúde, oferecer água e ração a certa altura do chão será certo alívio e uma refeição mais confortável.

Como definir a altura para o comedouro?

Comedouro suspenso para cachorro grandeConsidere a altura que vai do chão ao peito do seu cachorro. Exatamente onde “se iniciam” os braços.

Características particulares

Dependendo do desenho do crânio de seu cachorro, tigelas podem não ser adequadas ou até pior: podem atrapalhá-lo a comer. Por isso, além de verificar o tamanho do seu pet – e então o comedouro adequado a ele – considere também a disposição do focinho, já que é justamente por meio dele que o alimento e a água são consumidos.

Tipos de focinho de cachorro
O desenho do focinho do cachorro também influencia na escolha do comedouro para seu cachorro. A abertura da tigela é importante para oferecer conforto ao animal na hora de beber água ou comer a ração.

Cães Dolicocefálicos – focinho fino e comprido

A característica principal de cachorros dolicocéfalos é a cabeça longa, estreita, com a testa muito inclinada e focinho longo.

Cães Mesaticefálicos – focinho grosso e comprido

Nos cachorros mesaticéfalos, a cabeça tem comprimento médio e largura um pouco maior que a dos dolicocéfalos. O focinho tem comprimento igual ao do crânio ou um pouquinho menor.

Cães Braquicefálicos – focinho curto

Grande parte dos cachorros é braquicéfalo. Isso significa focinho bem curto. Alguns parece quem nem focinho tem! Para melhores informações a respeito desse tipo específico de cachorro, veja esse excelente artigo.

Design: O comedouro ideal também para sua casa

Ao tratar do material e do tamanho do comedouro ideal para seu cachorro, a preocupação é totalmente com o animal. Quando falamos em design, desejamos tratar da harmonia da peça que você escolher em relação aos móveis e decoração de sua casa. Potinhos folheados em ouro, em formato de coração, em formato de ossinho… a criatividade é infinita no ramo. Na Petite Sofie, o destaque para essas sugestões são os comedouros Woof Classic.

Comedouros lindos para cachorro
Os comedouros para cachorro podem ser lindas peças de decoração também!

Veja 02 críticas opostas sobre o FURminator

Você já deve ter ouvido falar da rasqueadeira FURminator, não?
Fora do Brasil ela é festejada e amplamente usada por donos de cães e gatos, cujos pelos, estão por todos os lados da casa.

É o seu caso?

Separamos duas opiniões opostas sobre FURminator

Acompanhe: A escritora americana Sarah Blakemore se decepcionou com sua compra.
Por outro lado, o editor do site americano Petful, Dave Baker diz que não poderia estar mais feliz.

▼ Sarah não curtiu!

Apesar de ter pelos curtos, meu cãozinho perde muito pelo pela casa. No período entre inverno e o verão, Lulu espalha o que parece ser seu peso em pelos. O FURminator afirma reduzir o número desses indesejados pelos soltos em até 90%. Noventa porcento! Eu compro!

Peguei a escova. Muito fácil de segurar, ergonômica e com um grip especial. Dá muita segurança. A cabeça da FURminator parece um conjunto de cortadores de cabelo. Essa é a BMW das escovas para cães. Estou vendo minha casa já sem pelos! Feliz e satisfeita com a compra de FURminator.

Em casa, fui direto para escovar meu cachorro. De cara eu percebo meu primeiro erro: não me atentei às especificações da escova. Eu achei que ela vibraria para ajudar a soltar os pelos extras. Não. Primeiro ponto negativo.

Procuro no produto por melhores instruções. A única instrução basicamente diz: “Abra o pacote. Escove seu cachorro. Desfrute de uma vida sem pelos”.

Então arrasto a escova sobre os pelos de Lulu. Ela estremece quando o pente de metal duro entra em contato com sua pele. Segundo ponto negativo.

Lulu geralmente ama ser escovada. Ela implora por carinho na barriga, fica doidinha quando vê sua escova tradicional e fica paciente por horas enquanto a escovo. Eu costumo pressionar com a escovação. Tenho o cuidado para não deixar a lâmina raspar a pele. Depois de várias escovadas, verifico a lâmina. Alguns fios estão lá. Verifico o chão onde escovei a Lulu e nada. Fiquei irritada com a FURminator. Mais alguns minutos e percebo Lulu desconfortável e triste. Desisti de FURminator. Terceiro ponto negativo.

FURminator para o Chihuahua

▲ Dave curtiu!

Ninguém disse que FURminator vibra. De qualquer forma, até acho totalmente desnecessário porque o dispositivo de retirar os pelos funciona de maneira brilhante! Minha gata, Hillary não “treme” quando passo a escova nela. Na verdade, pelo contrário, ela adora ser escovada com FURminator.

O FURminator deve ser usado apenas em pelo seco. Como Sarah mencionou, tenha muito cuidado mesmo para não deixar a lâmina raspar contra a pele do animal. Ela tem poder para machucá-lo. Basta não pressionar muito. Além do mais, faça desse momento para seu pet, um momento gostoso de se passar.

FURminator para cães de pelo longo

Opiniões de quem utiliza (retirado do site Amazon)

FURminator é usado e recomendado por veterinários mundo afora, bem como tutores que tem animais com alergia. Eu acho fantástico. Mas você também não precisa acreditar em mim, veja as milhares de avaliações 5 estrelas na Amazon ou outros sites de review:

Por “eyeletsewing” (15/07/2017 nos reviews da Amazon)

Não consigo elogiar mais essa marca! Eu conto para todo mundo que tem cães sobre FURminator. Tenho dois Chihuahuas de 2kg então comprei a versão pequena da escova. Meu Chi, que tem pelo longo, odeia ser escovado, mas quando eu escovo ela com a FURminator, ela ama! E tira tanto pelo… eu não consigo acreditar! Já meu outro Chi de pelo curto não precisa ser escovado, mas ele também adora. Ele esfrega a cabeça na escova, como que pedindo para ser escovado. Surpreendentemente alguns pelos sempre saem dele também. Nem pense duas vezes, pode apostar em FURminator!

 

Por “Sherilyn Page” (28/05/2015 nos reviews da Amazon)

Eu adotei uma SRD pequena, mescla de chihuahua com yorkie. A cabeça da escova para ela é pequena, mas FUNCIONA! Meu Deus é inacreditável. Eu estava em dúvida quando comprei. Foi recomendação de meu veterinário. Minha Bella solta muito pelo então eu pensei que FURminator poderia ajudar. Excedeu minhas expectativas! Tiro “toneladas” de pelo dela e parece que nem a incomoda. Ela aparenta ficar 10x mais limpa e parou de soltar tanto pelo. Os pelos aparentam estarem mais brilhosos e bonitos, como ela! Que bela invenção é esse FURminator!

 

 

Por “AshLaurel” (04/09/2013 nos reviews da Amazon)

Essa escova é espetacular! Meu coelho perde muito pelo durante todo o ano e essa foi talvez a única escova que conseguiu diminuir tanta perda de pelo dele. Eu testei uma escova de outra marca no meu gato e não funcionou igual. Eu tenho usado FURminator por mais de um mês e já devo ter enchido TRÊS sacolas de pelos removidos. Meu coelho é pequeno, de pouco mais de 2kg, mas solta muito pelo. FURminator é um produto necessário e eu recomendo a todo mundo!

 

Você tem FURminator e deseja extrair o melhor dele?
Conheça essas 04 Dicas de como usar melhor o FURminator.

Agora, se você já se cansou de tanto pelo solto por seu pet:

Treine seu cãozinho a não fazer xixi errado com o Cercado Pet

O treinamento da grade – utilizando o Cercado Pet – você pode fazer em sua casa mesmo!

Utilize a cerca para deixar seu bebê confinado pelas horas que você não puder supervisioná-lo. Como a maioria dos cachorrinhos não vai ao banheiro no mesmo lugar onde dormem, seu cãozinho muito provavelmente vá segurar a vontade de ir ao banheiro nas horas que estiver entre as grades.

Essa rotina de treinamento vai evitar que ele crie o mau hábito de fazer necessidades em local errado – seja em seu apartamento ou casa.

Veja como é fácil treinar seu cãozinho com a cerca

  • Primeiro de tudo: escolha o cercado para seu cão.
    Existem vários tipos de caixas e grades para você escolher, como cercado de aramo, caixa transportadora em plástico, caixas de nylon.. entre outros. O Cercado Pet é o mais usado. Ele permite que seu cãozinho não perca contato visual com o restante do ambiente onde ele está.A caixa de transporte em plástico também é boa opção para o “treinamento de grade”. A desvantagem para esse tipo de caixa é que ele é fechado em três lados, então deixa o espaço do pet sem muita luz. Fica mais difícil também limpar.O Cercado Pet tem a vantagem de ser indestrutível. Seu cãozinho pode tentar mordê-la que não provocará danos. A leveza do material também facilita você a move-la e – se preciso – limpá-la.
  • Seja qual for a caixa ou cerca que escolher, o tamanho é importante.
    O espaço não deve ser muito grande. Você precisa oferecer espaço suficiente para ele se deitar confortavelmente e dar uma volta completa (360°).Se o espaço for muito amplo, seu cãozinho pode utilizar um lado para descansar e o outro lado para fazer as necessidades.

Apresente seu cãozinho ao cercado pet

O “treinamento de grade” deve ter conotação positiva para seu filhote. Introduza seu cãozinho no cercado – seja ele filhote ou já adulto – lentamente. Coloque algo macio no fundo da caixa – colchonete ou manta -, junto de alguns brinquedos. Petiscos são bem vindos também.
Deixe o filhote explorar o espaço no seu próprio ritmo. Não o force a entrar. Se possível, no início deixe a portinha aberta e deixe-o entrar e sair conforme desejar.

Confinamento do filhote no cercado

Assim que seu cachorro estiver confortável ao entrar e sair do cercado, é hora de começar o treinamento. Deixe alguns petiscos dentro do perímetro da cerca e quando ele estiver lá dentro, feche a porta.
Aguarde alguns minutos – ou mais -, e quando ele estiver quietinho, deixe-o sair do cercado. Estique progressivamente a quantidade de tempo que você o vá deixando no espaço. Tudo isso ainda com você por perto, em casa. Perceba que vai chegar dado momento que ele vá ficar confortável em ficar “preso” por uma hora ou mais.
Assim que perceber que ele se sente confortável com o confinamento, comece a deixá-lo sozinho dentro do cercado pet. Quando ele se mostrar calmo, saia da sala por algum tempo e volte para onde ele consiga vê-la(o). Gradualmente, aumente o tempo que você fica fora da visão do cãozinho. Assim ele vai ficar confortável em ficar sozinho, no cercado, enquanto não houver ninguém em casa.

O que NÃO fazer durante o treinamento da grade

Algumas regras são precisos seguir para que o treinamento da grade seja sucesso.
  1. Nunca use a caixa, ou o cercado pet, para punir seu cãozinho.
    O cercado deve ser um lugar gostoso, feliz e seguro para seu filhote estar. Diferente disso, será criado medo e ansiedade nele quando não há ninguém por perto.
  2. Nunca deixe o cãozinho sair da caixa quando ele der uma choramingada ou latir.
    Ele precisa estar calmo antes de ser liberado. Se for libertado após choro ou latido, o ensinamento será de que, se ele latir, você atende. Isso pode causar muito transtorno nas suas noites de sono.
  3. Nunca deixe seu cãozinho preso no cercado por mais tempo que ele é fisicamente capaz de segurar para fazer cocô ou xixi. Filhotes, em geral, não podem segurar suas necessidades básicas por mais de 3 ou 4 horas. Um cão adulto, que nunca foi treinado, também não segura mais que essas 3 ou 4 horas. Já cães mais velhos conseguem segurar um pouco mais.Mas não permita que seu cachorro fique preso no cercado por todo esse tempo sem ser levado a fazer exercícios, brincar ou até mesmo abraçar você.

O treinamento da grade é cruel para o animal?

Você pode estar se perguntando: “não é cruel deixar o cachorro em uma gaiola por tanto tempo?”. A maioria dos adestradores de cães concorda que não é nocivo deixar o cachorro em uma caixa. Seria o equivalente a deixar um bebê em um berço. O cercado pet permite que os tutores possam ficar em paz ao saber que seu cãozinho está seguro quando não estão por perto para supervisionar.
Além disso, os cães são animais. Eles gostam de um local seguro para “chamar de seus” 🙂 Se o treinamento for corretamente aplicado, o cercado pet oferece refúgio seguro. Alguns donos de cachorros que fizeram o treinamento relatam que, mesmo depois de o treinamento concluído, os cães procuram pelo cercado. Já outros confessam que, uma vez que o cãozinho pode ser deixado sozinho por várias horas sem ter feito as necessidades em local errado ou se tornarem destrutivos, eles param de usar o cercado e permitem que seus cachorros saem de suas casas despreocupados.

Fonte: Dogs About

04 Dicas de como usar melhor seu FURminator

Em uma oportunidade anterior, nós compartilhamos a experiência de quem comprou e começou a usar FURminator. Aqui, o objetivo é compartilhar com você, dicas importantes para se ter melhores resultados com FURminator.

FURminator elimina até 90% dos pelos mortos de cães de todos os portes e tipos de pelagem.

Como devo usar FURminator?

  1. Para melhores resultados, recomenda-se utilizar o FURminator em seu bichinho de estimação logo após o banho, mas já com os pelos e couro secados. Importante: use apenas com o couro do animal seco. FURminator foi desenhado para promover saúde à pele e aos pelos dos animais reduzindo de maneira significativa a excessiva perda de pelos mortos.
  2. Antes de usar, verifique em seu animal se há presença de machucados no couro ou pelos emaranhados, enrolados. Se você identificar qualquer contusão, evite utilizar FURminator e leve seu filhote no veterinário. Não está certo ele apresentar essas escoriações.
  3. Use o FURminator como uma escova, passando de maneira suave na pelagem de seu animal. Comece pela cabeça, descendo até a cauda do animal. Tenha cuidado especial na área do estômago, pernas e genitais para que seu pet não seja machucado.
  4. Mantenha ângulo de 90° da lâmina com o couro do animal e evite fazer movimentos excessivos na mesma área. Apertar muito o FURminator pode irritar ou machucar a pele do animal, então não aplique força. Se você perceber irritação no couro do pet, pare o uso imediatamente.

FURminator para pelos longos e curtos. Veja a diferença na estrutura.

FAQ FURminator

  • É possível utilizar FURminator em todos os animais?
    O FURminator é uma escova com altíssima tecnologia e criada para ser utilizada na maioria dos animais de estimação de pelos longos e curtos, como cachorros, gatos, cavalos, coelhos, furões e outros pequenos animais. O FURminator é desenhado para escovar esses animais de maneira rápida e fácil, apenas deve-se ter cuidados com determinadas raças que podem ser feridas com o “grooming” e particularmente pets de peles sensíveis.
  • Com que frequência e por quanto tempo eu devo usar o FURminator?
    Recomendamos que o FURminator seja utilizado entre 1 e 2 vezes por semana e de 10 a 20min por sessão. Esse tempo pode variar de acordo com o tamanho e pelagem do pet. Você pode utilizar o FURminator mais frequentemente nas estações em que seu animal troca de pelo com mais intensidade.
  • Onde é o local ideal para fazer o grooming nos animais?
    Procure locais onde você pode limpar os pelos com facilidade. Espaços sem carpetes, sejam ambientes fechados ou abertos são indicados. Considere também estar em um ambiente onde seu pet está seguro e tranquilo para que o processo seja mais confortável.
  • Ouvi dizer que FURminator faz mau ao pet. É verdade?
    Não, se utilizada de maneira adequada, o FURminator elimina apenas os pelos mortos do animal e o massageia fazendo com que glândulas subcutâneas sejam estimuladas e criam ainda mais proteção aos pelos saudáveis. Você vai perceber ao fim da sessão que seu pet terá os pelos saudáveis mais lisos e brilhosos por conta disso. Por outro lado, ignorar machucados pré-existentes no couro do animal, ou mesmo utilizar muita força em ângulo irregular, certamente fará com que seu bichinho sofra. Se utilizada com atenção, a rasqueadeira FURminator fará jus ao título de melhor do mundo. Seu cãozinho (ou gato) terá até 90% dos pelos mortos removidos. Não só a saúde dele, como suas roupas e móveis agradecem 😉Veja aqui opiniões opostas de usuários de FURminator.

Exclusivo botão para remoção dos pelos. Praticidade e conforto na hora de usá-la no seu animal.

Como cuidar melhor de meu FURminator para que ele dure a vida inteira?

  1. Certifique-se de sempre utilizar a capa protetora da lâmina após utilizações;
  2. Utilize com cuidado para evitar ao máximo derrubar a escova no chão. Se algum dos dentes do produto entortar ou quebrar, a eficiência do produto estará comprometida;
  3. Escove seu pet com uma escova normal antes de passar FURminator. Dessa forma, pelos emaranhados poderão ser desfeitos, evitando que a lâmina do FURminator entorte ou quebre;
  4. Você pode limpar as lâminas de FURminator com água morna e sabão neutro. Isso deve reduzir a sensação de uma borda espessa devido à coleta dos pelos pela lâmina. Certifique-se de secar bem as lâminas antes de guardar ou reutilizar sua FURminator.

Compre o FURminator adequado ao seu pet na Petite Sofie.
A solução definitiva para a queda de pelos em um produto com qualidade para a vida toda.

Ensaio fotográfico: Como os cães envelhecem?

Você já deve saber que os cães envelhecem mais rápido que os seres humanos, certo? De repente eles aparecem com pelos brancos, latindo menos, olhar cansado e prontos para receber carinho.

A fotógrafa Amanda Jones criou ensaio fotográfico para marcar esse processo de envelhecimento. São imagens da juventude e da terceira idade dos cães. Esse trabalho rendeu o livro Dog Years com imagens e história de 30 cães. Além da evolução do tempo, nas imagens é possível perceber a personalidade única de cada cachorro. Veja algumas das fotos que figuram no livro:

Abigale: primeiro com 5 meses e depois com 8 anos.

Audrey: com 3 anos e 12 anos

Briscoe: com 1 ano e depois com 10 anos

Cooper: com 3 anos e depois 10 anos

Corbet: com 2 anos e então 11 anos

Fred: com 2 anos e depois 10 anos

Kayden e Brodie: 11 meses e 5 anos, depois 7 anos e 12 anos

Lily: com 8 meses e então 15 anos

Maddie e Ellie: 7 e 6 anos antes, 14 e 13 anos depois

Maddy: com 5 e depois 10 anos

Poppy: 1 e depois 7 anos

Rufus: com 6 meses e depois 13 anos

Sydney e Savannah: 16 meses e 5 meses, 10 anos e 9 anos


Fonte: Gazeta do Povo

Lançadores de bolinha Fetch AFP: qual escolher?

Importado recentemente para o Brasil, a linha Fetch Interactive da AFP, vem para arrasar. A palavra “Fetch” é o nome utilizado para a brincadeira de lançar bolinhas para o cachorro. Aqui a gente grita “Pega!”, lá eles gritam “Fetch”.

A brincadeira mais apreciada por cães de todos os portes e raças agora tem altíssimo nível de interatividade com os produtos AFP. Entenda por quê:

Fetch’n Treat AFP®

O modelo mais simples da família não é simplista. Com estrutura em plástico, o produto tem 20cm de altura e 17cm de diâmetro. Cães de porte muito pequeno, os considerados “toys”, talvez precisarão de uma ajudinha para consegui colocar a bolinha na entrada.

Após um pouco de treinamento, o cãozinho já vai conseguir se divertir sozinho! E vai adorar a brincadeira. Essa também é uma ótima oportunidade para você condicionar seu cãozinho a aprender truques. Apenas o Fetch’n Treat pode promover: ensinar por meio de reforço positivo.

Conheça melhor o funcionamento do Fetch’n Treat AFP no video abaixo:

Compre Fetch’n Treat AFP na Petite Sofie

Hyper Fetch Mini AFP®

O modelo intermediário da família Interactive AFP já tem funções muito avançadas. Podendo ser alimentado com 6 pilhas tipo C e também direto na tomada (fonte bivolt inclusa), o Hyper Fetch Mini AFP lança as bolinhas longe. O produto já vem com três bolinhas inclusas.
É possível regular para 3m, 6m ou 9m de distância. Na parte traseira do produto há o botão de liga/desliga junto com botões de configurações.
Compre o Hyper Fetch Mini AFP na Petite Sofie

Hyper Fetch Premium AFP®

Eis o modelo mais avançado da linha Interactive AFP. O Hyper Fetch Premium AFP é o mais avançado brinquedo de fetch que você vai encontrar para seu cachorro. Como a versão Mini, o Hyper Fetch Premium também lança bolas a 3m, 6m e 9m, com uma diferença sutil e muito valiosa na hora da brincadeira: ele vem com um controle remoto para que você interaja com conforto enquanto seu cãozinho se diverte! O sinal alcança até 5m de distância do aparelho.

O Hyper Fetch Premium AFP é alimentado por energia elétrica, por meio de uma fonte bivolt inclusa. Esse modelo também vem com uma bateria de 2000mAh recarregável e três bolinhas. Você tem a praticidade e a conveniência de brincar em qualquer lugar – apartamento, casa, campo, praia – sem ter que se preocupar com pilhas.

Compre o Hyper Fetch AFP na Petite Sofie

O fabricante também indica que as bolinhas utilizadas na brincadeira sejam as especiais para o brinquedo: a All for Paws Hyper Fetch Balls. Adequadas ao produto, elas são lançadas nas distâncias previstas sem prejudicar o aparelho, já que o bocal tem espaço menor que uma bolinha clássica de tênis

Confira no video como o Hyper Fetch Mini e o Hyper Fetch Premium funcionam na prática:

Venha para a Petite Sofie e escolha o modelo mais adequado a você.
Compre aqui todos os modelos Interactive AFP.

Está na dúvida se seu cãozinho vai gostar dessa brincadeira? Veja esse video: