Insuficiência renal e falência dos rins em cães e gatos: o que a ciência sabe até hoje?

A condição conhecida como insuficiência renal em cães, e gatos, geralmente ocorre por lesão, infecção ou doença renal. Isso pode resultar em desligamento completo (falência) do órgão ou na perda de função de mais de 70%. Quando aparecem sinais claros de insuficiência renal em nossos pets, significa que a condição atingiu estágio avançado.

Prognóstico: Vários estudos demonstraram que a expectativa de vida em cães, após o diagnóstico de insuficiência renal, foi de 226 dias, em média (O’Neill et al. 2013). Por isso é vital procurar tratamento veterinário imediato, não importando o quão moderados os sintomas possam parecer. Uma vez feita intervenção precocemente, a chance de sobrevivência do pet pode aumentar.

A insuficiência renal em cães, e gatos, como o nome já sugere, é uma perda significativa ou total da função dos rins. Existem dois tipos comuns de insuficiência renal em pets – aguda e crônica. Você também vai ouvir essa condição chamada de Doença Renal Crônica em cães (DRC) e também de Insuficiência Renal Aguda.

Na verdade, são vários os nomes e estágios diferentes para problemas renais em cães:

  • Doença Renal Crônica (DRC)
  • Falência Renal
  • Insuficiência Renal Crônica
  • Insuficiência Renal Aguda

Embora possa ser confuso, todos esses diagnósticos significam praticamente a mesma coisa: os rins do seu cão, ou gato, não estão funcionando bem. Os estágios iniciais serão classificados como lesão renal ou doença renal antes de progredirem para insuficiência renal completa em cães (Grauer, 2005). Seu veterinário poderá lhe explicar todos os estágios e sinais de insuficiência renal em seu pet, e trabalhar com você para um plano de tratamento personalizado. As necessidades exatas para seu animal de estimação vão incluir dieta e medicamentos adequados.

Os sinais de doença renal em pets são semelhantes em todos os estágios, mas a insuficiência renal aguda e crônica tem uma diferença clara: a primeira aparece de repente, enquanto a última se desenvolve gradualmente. A doença renal aguda geralmente é causada em consequência de uma condição secundária e subjacente. Enquanto esta se desenvolve ao longo de alguns meses e pode ser difícil de diagnosticar, os sintomas da insuficiência renal crônica nos pets podem só aparecer quando ela já progrediu para estágio avançado.

Além disso, se os sinais de doença renal em cães e gatos não forem suficientes, e assim não tratadas adequadamente, a condição pode progredir para outras complicações de saúde, como a Hipercalemia (Segev et al. 2010). Foi demonstrado que a Hipercalemia, em cães, ocorre como resultado de uma alimentação específica inadequada para cães com doença renal e isso diminui a função dos rins deles. A redução do potássio parece ser a maneira mais eficaz de combater a Hipercalemia. Falaremos disso mais adiante neste post.

A insuficiência renal em cães NÃO TEM CURA, mas é tratável

Embora a expectativa de vida para insuficiência renal em cães não seja muito otimista, o tratamento da doença pode prolongá-la (Polzin, 2013). De acordo com a pesquisa, o mais eficaz é atuar cedo na dieta do cachorro (ou gato). O pet pode viver por muitos anos com saúde se você antecipar, junto ao seu veterinário, um tratamento apropriado.

Gráfico insuficiencia renal em cães
Se o diagnóstico da insuficiência renal em cães, e gatos, for rápida, é possível trata-lo com qualidade

O que os rins fazem?

Os rins são um dos órgãos mais importantes do corpo, seja animal, seja do corpo humano. O desempenho dos rins está ligado a diversas funções que mantém o corpo saudável. Para entender a gravidade de uma insuficiência renal em cães e gatos, primeiro você precisa entender sobre as funções desse órgão vital:

1. Eles filtram resíduos

Os rins do seu cão, ou gato, trabalham para filtrar resíduos e toxinas dos seus corpos. Eles fazem isso processando todos os líquidos corporais, desde o sangue até a água ingerida. Os rins removem toxinas e bactérias todos os dias, eliminando-as pela urina. Esses resíduos vão para a bexiga e então expelidos do corpo. Nada mal para dois órgãos bem pequenos, não é?

2. Eles mantêm as coisas boas

Além de remover as resíduos ruins, os rins garantem que seu cão, ou gato, retenha tudo de que precisa, principalmente proteínas. Quando seu pet não é mais capaz de manter essa proteína com eficiência, ela escapa para a urina. Quando o exame de urina mostra presença de proteína, geralmente é um sinal claro de algum dano, inflamação ou doença nos rins.

3. Eles hidratam o pet

Por ter a missão de filtrar os fluidos corporais, os rins desempenham papel significativo na hidratação. Eles mantém a água que o corpo necessita para regular a temperatura, garantir a saúde celular e manter praticamente todas as funções do organismo.

Quando os rins ficam danificados, eles podem “acelerar” o processo de filtração e jogar fora do corpo (na urina) a água boa junto com a ruim. Como resultado, o corpo pode ficar desidratado muito rapidamente.

4. Eles regulam muito

Seus rins desempenham um papel fundamental na absorção de cálcio. Um rim saudável pode converter a vitamina D em calcitriol, que ajuda no aumento da absorção de cálcio no sangue. Sem isso, os ossos do seu cão podem ficar enfraquecidos, causando um dos sintomas de insuficiência renal mais incomuns, só que dolorosos: o de fraturas ósseas espontâneas.

5. E muito mais…

Você acha que falta mais para esses dois pequenos órgãos? Pois eles fazem! Veja o que mais realizam:

  • Regulam a pressão arterial
  • Estimulam produção de glóbulos vermelhos
  • Liberam hormônios

Uma vez que ocorra insuficiência renal em cães, e gatos, todas as funções acima no corpo do pet ficam afetadas. É por isso que o tratamento precoce é importante – não apenas para corrigir os problemas renais, mas para prevenir maiores danos ao corpo, que podem surgir devido à falta da função renal.

Sintomas de insuficiência renal em cães e gatos

Por si só, os rins são pequenos órgãos bem resistentes. Eles podem lidar muito bem com função diminuída, mesmo quando seu pet tenha sido diagnosticado com alguma doença renal. Mas a triste realidade é que os sintomas de insuficiência renal em cães e gatos geralmente aparecem muito tarde no jogo.

Há uma grande variedade de causas e sinais clínicos de insuficiência renal em pets e isso torna o diagnóstico mais difícil (Chalifoux et al. 1982). Se o pet exibir sede excessiva, esse pode ser um dos sintomas iniciais mais comuns.

Outros sintomas comuns de insuficiência renal em cães e gatos:

  • Vômitos
  • Letargia
  • Prisão de ventre ou diarreia
  • Sede insaciável
  • Perda de apetite
  • Perda de peso consistente
  • Sangue na urina
  • Tentativas frequentes de urinar
  • Depressão / mudanças de comportamento
  • Aparência anoréxica
  • Cegueira aguda
  • Convulsões
  • Halitose (mau hálito crônico)

9 Causas de falência renal em cães

Conforme mostrado em um estudo de Chalifoux e de Yhee, de 2010, há uma centena de causas diferentes para a insuficiência renal em cães e gatos. Infelizmente a maioria delas não pode ser evitada, como predisposição genética e envelhecimento. Veja a seguir oito das causas mais comuns de insuficiência renal em pets, conforme observado em estudos como os mencionados acima:

1. Idade

Infelizmente, a velhice é uma das causas mais comuns de insuficiência renal em cães. O risco da maioria dos cachorros em desenvolver doença renal aumenta após os sete anos de idade. Estudos mostraram que quanto mais velhos os animais de estimação, maior a probabilidade de sofrerem de insuficiência renal (Bartges, 2012).

Este risco pode ser diminuído com a ajuda de uma nutrição correta, consumo adequado de água e exercícios físicos regulares desde pequeno.

2. Alimentos

A comida é uma das causas da insuficiência renal em cães e gatos que você, como tutor(a) pode controlar. Estudos mostram que ajustar a dieta e combiná-la com tratamento médico pode aumentar as chances de sobrevivência do pet (Elliott, 2006). A má nutrição afeta a saúde geral do seu cão e a desidratação é uma das causas para a inflamação dos rins.

Uma dieta errada pode deixar seu pet desidratado ou estimular demais os rins. E um rim inflamado ou machucado é sinal claro de que seu gato ou cachorro está caminhando para insuficiência renal. O que pode ajudar a minimizar prontamente o risco de dano é a mudança de marcas de rações com baixo teor de proteína para aqueles com alto teor de água para auxiliar a impulsionar a recuperação da atividade dos rins.

6 dicas de dieta para cães com problemas renais
Não hesite em buscar ajuda especializada se você desconfia que seu pet pode estar sofrendo.

3. Raça

Essa é uma variável que foge ao nosso controle: a genética do seu cachorro ou gato. Infelizmente dependendo da raça, o pet desenvolve doença renal simplesmente porque tem predisposição para essa condição. Em verdade, a doença renal congênita é uma das mais comuns e vista com mais frequência em determinadas raças, como Samoieda, Bernese, Bull Terrier, Cairn Terrier, Cocker Spaniel Inglês e Pastor Alemão.

Um estudo de 2015 com mais de 600.000 cães na Suécia mostrou quais raças são mais afetadas por alguns tipos de problemas renais, incluindo taxas de mortalidade (Pelander et al. 2015).

Raças com maior INCIDÊNCIA de doença renal:

  • Bernese (Boiadeiro de Berna)
  • Schnauzer Miniatura
  • Boxer

Raças que apresentam maior MORTALIDADE como resultado de insuficiência renal:

  • Bernese (Boiadeiro de Berna)
  • Pastor de Shetland
  • Flat-Coat Retriever

Ao comprar seu filhote de um criador, faça antes uma pesquisa. Converse com o responsável a respeito do histórico do cachorro, bem como com outros tutores, de ninhadas anteriores, para que você consiga visualizar alguma indicação clara de quaisquer problemas de saúde possíveis e prováveis para o cachorrinho que você deseja adotar.

Se adotar de um abrigo, você tem menos informação para coletar, já que normalmente os filhotes são resultados de condições hereditárias desconhecidas.

Além disso, você pode considerar realizar teste de DNA de seu cachorro e então ter seu histórico exposto. Alguns serviços de teste de DNA oferecem ainda mais investigação sobre os problemas de saúde relacionados à raça do cachorro e possíveis condições hereditárias. Box4Dog faz isso.

4. Meio Ambiente

Existe um risco comprovado, de problemas renais em humanos, que tem sido associado ao meio ambiente, e o mesmo ocorre para os pets (Finn, 1977). As toxinas presentes no ambiente em que seu cachorro vive podem causar danos irreparáveis aos rins ao longo do tempo. Isso pode ser proveniente de produtos de limpeza de sua casa, pesticidas ou fertilizantes se você mora em uma área rural. Toda essa gama tóxica pode causar insuficiência renal em seu gato ou cachorro.

É importante, então, limitar a exposição do pet a esses químicos, já que nenhum deles oferece impacto positivo para a sua saúde. Algumas dessas substâncias podem ainda causar câncer no pet. Ajudar seu cão, ou gato, a evitá-los pode ser tão fácil quanto mudar os produtos de limpeza para versões naturais. Se a preocupação é com pesticidas, basta evitar que o Totó saia ao ar livre no mesmo dia em que o fazendeiro estiver pulverizando o campo.

5. Envenenamento

Existem vários alimentos que são perigosos para os cães, e gatos, e podem promover problemas de saúde e até mesmo a morte. Alguns deles estão especificamente associados a problemas renais e foram mostrados como causas de insuficiência renal em cães (Cortinovis et al. 2016).

Por exemplo, o chocolate é famoso conhecido como veneno para nossos amiguinhos de quatro patas. Mas, a oferta de uvas ou passas para o cachorro, em particular, tem sido comumente associada à insuficiência renal (Sutton et al. 2009). A melhor maneira de prevenir danos renais induzidos por envenenamento é saber sobre os alimentos que podem ser perigosos aos cachorros.

Além de alimentação inadequada, existem outros venenos comuns que às vezes são encontrados como causas de insuficiência renal em cães e gatos:

  • Tratamentos para pulgas ou carrapatos
  • Repelente de insetos
  • Veneno de rato
  • Ibuprofeno
  • Alvejantes e desinfetantes
  • Fertilizantes e pesticidas
  • Abacate
  • Xilitol (comum em alguns alimentos light e encontrado em pasta de dente humana)
  • Álcool
  • Plantas de casa e jardim (incluindo açafrão, azaléas, narcissus, tulipas, palmeiras sagu)

6. Infecções bacterianas crônicas

O que pode surpreender alguns donos de animais de estimação é que, uma das causas mais comuns de insuficiência renal nos pets, são problemas de saúde bucal. Estudos encontraram forte correlação entre doença periodontal em cães e insuficiência renal aguda (Glickman et al. 2011).

Embora a saúde dentária deficiente em pets possa resultar outros problemas, além da doença renal, muitos tutores continuam a ignorar essa importante rotina de higiene. A American Veterinary Dental College (AVDC) expõe aos donos de pets sobre os perigos de negligenciar a higiene bucal do cachorro e como bactérias dentro da boca podem facilmente viajar para a corrente sanguínea e causar danos permanentes aos rins.

Além de infecções associadas à higiene bucal, outras infecções bacterianas foram recentemente identificadas como causas de insuficiência renal em cães, e particularmente a aguda (Stokes et al. 2004).

7. Bloqueio urinário

Infecção do trato urinário, cálculos na bexiga e pancreatite nos cachorros podem afetar prejudicialmente todo o sistema renal. O aumento da pressão da urina provoca retorno até os rins, podendo causar inflamação. Se continuar por muito tempo, danos irreversíveis podem ocorrer (Levy et al. 1986).

8. Medicamentos

Quando o veterinário lhe prescrever um medicamento, ele deve sempre informar para você ficar de olho nos efeitos colaterais e interromper a administração imediatamente se detectá-los. Pode ser fácil acabar esquecendo dessa dica, mas os medicamentos podem ser tão perigosos quanto os venenos para seu cachorro ou gato.

Embora o controle da dor para os cães já seja questão difícil de lidar, infelizmente, alguns anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) foram considerados diretamente responsáveis como causas de insuficiência renal em pets. Então, fazer uso de qualquer AINE sem prescrição veterinária pode prejudicar enormemente seu pet. (Lomas et al. 2015).

AINEs e analgésicos não são os únicos vilãos. A toxicidade renal nos cães é um efeito colateral potencial de muitos medicamentos veterinários convencionais e pode causar sintomas graves, como:

  • Dor lateral
  • Letargia
  • Vômitos
  • Sangue na urina
  • Desidratação
  • Halitose
  • Perda de apetite

9. Câncer

Embora não seja uma doença muito comum, o câncer de bexiga pode causar inflamação e falência renal. Eventualmente, o câncer interrompe a função renal e, assim, causar danos significativos ao longo do tempo. O tratamento ao câncer e os medicamentos contra a inflamação podem ajudar a proteger os rins.

Doença Renal Crônica em cães e gatos

4 Tratamentos Caseiros para Insuficiência Renal em Cães

Com poucos cuidados médicos disponíveis para cachorros que sofrem de doença ou insuficiência renal, o tratamento e a gestão do estilo de vida que ele recebe em casa são ainda mais importantes. Estudos têm mostrado que mudanças na dieta que acompanharem tratamento medicamentoso são a maneira mais eficaz de controlar a insuficiência renal nos cães (Hansen et al. 1992).

A seguir, algumas dicas do que mostraram bons resultados:

1. Umidade e hidratação

Como a desidratação piora o quadro renal, é importante interromper imediatamente qualquer uso de alimentos secos para o pet e então substitui-los por uma dieta rica em água. Algumas marcas específicas de enlatados para cachorros e gatos são geralmente recomendadas por veterinários. Elas contém cerca de 70% de água. Mesmo assim, podem não ser a opção ideal. Converse com seu veterinário a respeito e escolha o melhor caminho para seu pet.

2. Baixo teor de proteína

Mesmo que dietas ricas em proteínas sejam recomendadas a pets saudáveis e não afetem os rins, diversos estudos mostram que cães com doença renal se saíram muito melhor com dietas com baixa incidência de proteína e fósforo (Finco et al. 1992).

A proteína exige muito do corpo do cachorro para digestão. Cães com problemas renais terão mais dificuldades para digerir proteínas, provavelmente estressando ainda mais seus rins já danificados. Então é importante diminuir a quantidade de proteína e fósforo no consumo do pet. Os alimentos que os contenham devem ser trocados por dietas com proteínas de qualidade semelhante ao consumido por nós, humanos.

3. Ingestão de água

Além de aumentar o teor de umidade da comida do seu cachorro, você pode também tentar aumentar o consumo dele por água. A desidratação é uma das maiores preocupações para quem sofre de insuficiência renal e existem algumas maneiras de você garantir que seu pet vai receber todo líquido que precisa.

Se você tem que hidratar seu pet rapidamente, talvez seja possível dar Pedialyte diluído na água. Mas importante: consulte seu veterinário antes de fazer isso, pois pode não ser indicado a cães que tenham problemas de saúde subjacentes.

Colocar alguns Mirtilos (blueberry) na tigela de água do cachorro pode incentivá-lo a beber mais enquanto faz seu lanchinho saudável. Além disso, um bônus que a fruta oferece, é que ela contem antioxidantes e isso é extremamente benéfico ao pet. Mas não confunda: não use uvas – elas são venenosas para os cães.

A maioria dos cães adora beber água de mangueira ou bebedouro automático. Bem, você sabe que na Petite Sofie você encontra os mais incríveis bebedouros para seu animal de estimação. Apenas tenha cuidado para não fornecer acesso descontrolado da água para seu cão. Se ele se empolgar, há também a possibilidade de intoxicação pelo excesso de água e isso pode ser mortal.

Muito provavelmente você tem uma caneca, uma xícara ou até mesmo um copo favorito, não é? Todos temos! 🙂 Às vezes nossos cães também tem. Então se possível, tente deixar três ou quatro tigelas diferentes em lugares diferentes pela casa. Use bebedouros de diferentes materiais, incluindo porcelana, inox, vidro para ver se seu cachorro vai ter alguma preferência.

Durante o verão, ou em climas quentes e secos, ofereça ao pet cubos de gelo. Essa pode ser uma maneira divertida e infalível para ele consumir mais água também.

Sinais de um cachorro desidratado

4. Pesagens semanais

A manutenção do peso do animal é importante para o controle da doença renal e garantir que o cachorro, ou gato, receba apenas a nutrição que necessita. Uma maneira simples de pesar o cachorro em casa é levantá-lo enquanto você está na balança. Depois em uma conta simples de matemática exclua seu peso.

Se ao longo do tempo você notar mudanças no peso do pet, isso pode ser sinal de que o medicamento administrado, ou a dieta que você está oferecendo, precisam de alteração. Consulte seu veterinário assim que perceber alteração do peso.

2 Tratamento veterinário para insuficiência renal em cães

O tratamento de suporte é uma ótima opção para ajudar o corpo do pet a reparar os danos da doença renal. Ela fornece ajuda adicional durante esse período de recuperação. Para casos de insuficiência renal total, não há remédio para efetiva cura. Então a única opção é o tratamento de suporte para minimizar os sintomas e retardar ao máximo a progressão da doença.

Terapia de fluidos subcutâneos

O primeiro passo é sempre fornecer os fluidos adequados. Uma vez que você tenha os fluidos intravenosos prescritos para uso, você não precisa ir sempre ao vet. Muitos veterinários ensinam os tutores a administrar os fluidos em casa mesmo, assim não há necessidade de visitas frequentes à clínica.

Transplante de rim

Os transplantes de rim em cães ou gatos são muito difíceis, já que os pets são propensos a rejeitar novos órgãos. As regras também são extremamente rígidas para o caso, já que é responsabilidade do proprietário do cachorro encontrar um doador. Muitos veterinários aceitam somente parentes próximos dos pets como doadores.

Da mesma forma que há a rejeição de um órgão, outras complicações podem ocorrer, como coágulos sanguíneos, infecção e lesões no ureter. O custo e o cuidado em longo prazo – incluindo medicação imunossupressora – por vezes excluir essa opção.

Conclusões

Infelizmente, a expectativa de vida de um cachorro, ou gato, com insuficiência renal não é otimista. No entanto, ao se dedicar em ser um(a) dono(a) proativo(a), você pode controlar a doença e, em muitos casos, proporcionar ao seu pet muitos anos de vida com qualidade. Ao procurar por tratamento médico, é importante discutir com o veterinário quais métodos de tratamento eles consideram viáveis especificamente para seu pet.

Com tantas causas potenciais de insuficiência renal em cães e gatos, a solução é simples. Ofereça ao seu pet, a vida mais saudável possível e não se incomode com o resto. Nenhum de nós está imune a fatores que estão fora de nosso controle, seja a genética ou até as toxinas ambientais.

Compartilhe essas informações com quem ama cães e gatos da mesma forma que nós: de verdade.

Fonte:
Top Dogs Tips

Autor: Petite Sofie

Adora qualidade em tudo! Uma viagem de qualidade, uma bolsa de qualidade, produtos para pet e também atendimento de qualidade :) Oi, sou a Petite Sofie!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *