Os 9 mitos sobre os cães

13:30 0 Comments

Chame a lista de mitos ou mesmo de "lendas", mas não de fatos. Alguns dessa lista já tem mais de 100 anos de duração. Veja a seguir a lista de 9 grandes mitos sobre os cães que parecem não sumir.

01 Focinho quente ou seco significam que o cão está doente

Este provavelmente é o maior mito em torno da saúde canina. Em algum lugar na história as pessoas concluíram que nariz molhado e frio diz respeito a um cãozinho saudável e um nariz quente ou seco é sinal de doença.


09 mitos sobre cães
Mito 01: focinho quente ou seco

Como tudo começou?

Como muitos outros mitos, esse também não tem um nascimento muito bem definido, mas tem raízes em algum fato. A Cinomose é um vírus mortal e já foi bastante prevalente. Um dos sintomas da cinomose é o espessamento do focinho e das patas, deixando-os duros e secos. Por isso, o mito ganhou força.

Os fatos

A temperatura e a umidade do nariz de seu cãozinho não são as melhores formas de medir sua saúde. Por exemplo, o nariz do cachorro muitas vezes é seco e/ou quente se ele acabou de acordar, e isso é perfeitamente normal. No entanto, se o focinho é seco e rachado por muito tempo, pode ser sim sinal de problema de saúde. Se você perceber algum sinal anormal no focinho de seu filhote, contate seu veterinário.

02 A boca dos cães é mais limpa que a das pessoas

Muitos de nós podem se lembrar dessa máxima desde crianças, especialmente se um cachorro lambeu nossa face ou algo que estávamos comendo: "Não se preocupe, você não sabia que a boca de um cão é mais limpa que a sua?"

09 mitos sobre cães
Mito 02: a boca do cachorro é mais limpa que a nossa

Como tudo começou?

Provavelmente a ideia de que a boca dos cachorros é mais limpa se deu ao fato de que eles lambem suas feridas e as curam mais rapidamente por essa razão.

Os fatos

A boca dos cachorros contém uma série de bactérias, para não mencionar outras coisas mais nojentas.. pense sobre as coisas que seu cão come do chão, fora do lixo, ou que lambe de si próprio. Além disso, muitos cães não tem seus dentes escovados regularmente como as pessoas. Em geral, a boca de um cachorro é repleta de germes e bactérias. Mas a boa notícia é que esses germes são geralmente específicos do cachorro e pouco provavelmente vão causar algum problema em humanos. Basicamente, se você mantiver seu cãozinho vermifugado, com as vacinas em dia e longe de parasitas, não há com o que se preocupar. Então um bom "lambeijo" não será nada de mais. Só não compartilhe de seu comedouro ou deixe lamber suas feridas que está tudo certo! =P

03 Cães enxergam em preto e branco

Em geral, as pessoas entendem que os cães apenas conseguem identificar as cores preto e branco e sombras em cinza. Muitos ainda acreditam nisso.

09 mitos sobre cães
Mito 03: sobre a visão dos cães

Como tudo começou?

Não há muitas evidências por trás desse mito, mas tem muito a ver com a ciência antiga. A conclusão de que os cães veem em preto e branco pode ter nascido com a ciência antes do conhecimento atual e o mito se sustentou desde então.

Os fatos

Cães identificam sim as cores, mas não da mesma forma que nós humanos. Os cones da retina dos caninos tem melhor percepção dos espectros em tons azuis. Acredita-se atualmente que os cães tem primeiro melhor percepção dos azuis, então verdes, amarelos e diversas profundidades de cinza.

04 Cachorros comem grama para provocar vômito

É verdade que os cães por vezes comem o gramado que encontram, mas não tem relação com provocar vômito ou indicação de qualquer doença.

09 mitos sobre cães
Mito 04: cachorros comem grama para vomitar

Como tudo começou?

A origem desse mito pode ter ocorrido com base na observação de diversos donos. A ligação entre comer a grama e vomitar então foi passada para frente até que se tornou um mito.

Os fatos

Por que os cães comem grama? Ora, talvez porque simplesmente... eles gostam! Alguns apenas arrancam o gramado para brincar, enquanto outros devoram. Dependendo da quantidade de grama no estômago, a irritação pode provocar sim vômito. Alguns especialistas acreditam que o gosto do cachorro por gramado remonta do tempo em que, ainda selvagem, comia o conteúdo do estômago de suas presas - em geral herbívoros. Se você observa que seu cãozinho tem vomitado consistentemente após comer grama, ela pode ter recebido algum tratamento químico que provoca a irritação no cachorro. Busque auxílio de seu veterinário.

05 Cachorros tem 7 anos de idade para cada 1 do ser humano

Dizer que um cachorro de um ano de idade tem sete em relação a uma criança, não faz muito sentido quando consideramos que cães podem reproduzir bem antes do primeiro ano de idade. Isso faria um cão de 15 anos de idade o equivalente a 105 anos de uma pessoa. Existem muitos cães com 15 anos e ainda muito ativos, mesmo que idosos, diferente de seres humanos acima dos 100 anos de idade.

09 mitos sobre cães
Mito 05: relação de idade de um cachorro para o ser humano

Como tudo começou?

Alguém simplesmente observou a vida média de um cachorro em comparação com a do ser humano e estimou a relação. É de fato apenas uma forma muito simplificada de descrever a fase da vida do cão em comparação à nossa.

Os fatos

É óbvio que os cães envelhecem a um ritmo mais acelerado que os seres humanos. Mas essa taxa é mais rápida no início da vida e vai progressivamente ficando mais lento com a idade. Por exemplo: um cachorro com 1 ano de vida é basicamente um adolescente humano. Mas um cachorro com 8 anos de idade é como um ser humano de meia idade (aqui a relação 7/1 ano de idade é correspondida). Ainda mais importante, o tamanho e a raça do cachorro tem muito a ver com sua longevidade. Raças muito pequenas podem superar os 15 anos de vida, enquanto as raças de cães maiores não costumam passar dos 10 anos. Em uma confusão temporal, cães jovens de raças gigantes tendem a atingir a idade adulta de forma mais lenta que os cães de porte pequeno, mesmo vivendo em média menos.

06 Não é possível ensinar truques novos para cachorros velhos

Ouvimos isso todo tempo.. "Você não ensina novos truques para cães idosos". Nessa hora lembramos que com os humanos pode acontecer isso porque humanos idosos simplesmente não desejam mais aprender, já com os cães a história é outra.

09 mitos sobre cães
Mito 06: cães idosos não aprendem novos truques

Como tudo começou?

Provavelmente após notarem que seus cães idosos tinham menos interesse para as atividades, inferiram que eram menos sensíveis à educação.

Os fatos

Embora não seja fácil ensinar novos truques a um cão mais velho, é possível. Um fator que pode dificultar: por conta da velhice, o cachorro terá alterações sensoriais. Ver e ouvir ficam mais difíceis. Além disso, ele não tem mais a mesma energia de antes, então certifique-se de que as atividades não serão tão exigentes fisicamente para o idosinho. Outros ainda podem passar por disfunção cognitiva que vá ser entrave para reter novas informações. Por mais que seja sim possível ensinar novos truques a cães mais velhos, não será tarefa fácil.

07 Abanar o rabo significa felicidade

Essa confusão pode levar a um ataque do cachorro. Sim, eles podem mexer bastante o rabo por indicar felicidade e excitação, mas existe mais aí!
09 mitos sobre cães
Mito 07: abanar o rabo significa que cachorro está feliz

Como tudo começou?

A imagem de um cãozinho feliz da vida, pulando e mexendo intensamente o rabinho ficou associada por conta de nosso amor aos cães. É complicado dizer onde esse mito nasceu, mas tem ligação com a verdade.

Os fatos

A linguagem corporal dos cães é um tanto quanto complexa. Abanar o rabo é apenas uma das formas que o cão utiliza para se comunicar. Enquanto é verdade que às vezes isso possa significar felicidade, pode também representar medo, ansiedade ou qualquer outra sensação potencialmente agressiva. Melhor que observar apenas o rabo mexendo, é tentar fazer leitura das reações de todo o corpo do cachorro para então prever seu estado de humor.

08 Antes de serem castradas, as fêmeas devem ter uma ninhada

Castração é um assunto bastante controverso e move opiniões bastante fervorosas. Não tem sentido algum que um cachorro precisa deixar descendentes antes de ser castrado. Em geral, a castração desses animais é questão de controle de natalidade, já que existe uma enorme população de cãezinhos indesejados no planeta. 
09 mitos sobre cães
Mito 08: fêmeas devem ter filhotes antes de serem castradas

Como tudo começou?

Dificilmente saberemos como esse mito se criou. Acredite ou não, muitas pessoas acham que se o cãozinho não tiver uma ninhada, ele sentirá uma espécie de vazio interior, de estar perdendo algo. Já outros defendem que é parte importante do ciclo da vida e isso não deve ser cerceado.

Os fatos

Pode ser uma surpresa dizer que os cães não pensam como humanos. Eles não vão se sentir "vazios" por não terem tido filhotes. Na verdade, algumas cadelas não são boas mães. Forçar sua fêmea a procriar pode se tornar um grande trabalho para você. E além de contribuir com a super população canina, não há qualquer evidência de benefício para a saúde animal em permitir que se tenha uma ninhada antes da castração. Na realidade, a cirurgia de castração, após a procriação, pode até gerar complicações ao animal.

Se você deseja ter filhotes de seu cão, procure antes conhecer bem o pedigree e então procure um veterinário responsável para uma indicação igualmente responsável de um reprodutor. 

09 A brincadeira de cabo-de-guerra deixa o cachorro agressivo

Brincar de cabo-de-guerra com os cachorros gera bastante debate. Alguns pensam que pode provocar comportamento agressivo e então sugerem evitar tal brincadeira, quando na verdade, deveria ser o oposto.
09 mitos sobre cães
Mito 09: cabo-de-guerra deixa o cão agressivo

Como tudo começou?

As pessoas - talvez percebendo tamanho envolvimento dos cães na brincadeira, como rosnar - atribuíram tais efeitos à provocação de comportamentos agressivos.

Os fatos

Os cães adora brincar de cabo-de-guerra e não há nada errado com isso! É uma maneira natural de aguçar seus instintos predadores com um exercício que é físico e mental. Além disso, é uma brincadeira muito propícia para fortalecer os laços humano-canino. Com o passar dos anos e com muita observação, especialistas consideram o cabo-de-guerra uma maneira dos cães liberarem suas emoções, deixando-os então, ainda menos agressivos. 

Alguns especialistas defendem que o humano deve ganhar a "guerra", enquanto outros dizem que o cão deve ganhar. Isso deve depender do cão. Ganhar o cabo-de-guerra promove muita confiança para o cãozinho, enquanto perder pode deixa-lo mais passivo. Se seu cãozinho não tem problemas de comportamento, você pode variar entre perder e ganhar a disputa. No entanto, sempre é bom ter um treinador especializado para dar conselhos mais certos para o caso específico do seu cão. Mas uma coisa é de fundamental importância: se o dente do cachorro encostar você, o jogo deve parar por um tempo.



Fonte: About.com



Jogo Americano em formato de osso

00:18 0 Comments

Já falamos sobre a Woof Classic, antiga Woof Pet Design, lembra?
Hoje é dia de dar um foco especial a um dos produtos da marca que mais chamam a atenção na Petite Sofie:

O Jogo Americano em formato de Osso!

Em geral, os cãezinhos que ocupam as casas e apartamentos dos brasileiros, precisam de um espaço adequado para o comedouro e o bebedouro. Como esses espaços interagem com o ambiente da casa do dono, por que não utilizar peças com design requintado e que combinem com a decoração?

É pensando exatamente nisso que a Woof Classic oferece lindas e originais tigelas em porcelana e Jogo Americano em formato de osso. As combinações são elegantes e repletas de estilo.

Jogo Americano textura Pied Poule

Jogo Americano das Coleções 2015.

Jogo Americano lisos, todos 100% algodão. 

Aqui o Jogo Americano em formato de Osso na textura que nunca sai de moda: POÁ.

Combinações de muita elegância

Utilizando um comedouro e um bebedouro em conjunto, o Jogo Americano em formato de Osso dá o toque de classe para o cantinho do seu pet. Você encontra diversos estilos, cores e texturas na Petite Sofie.

Cores mais sóbrias para ambientes mais sóbrios...
Produtos da composição acima:



...podem contrastar também com cores mais vivas e alegres.
Produtos da composição acima: