Alimentação Saúde

10 Dicas para alimentação do seu pet

Há alguns anos, alimentar os cães exclusivamente com ração era bastante incomum. Primeiro pelo preço dos produtos, que eram caros, mas principalmente pelo costume em oferecer restos da comida caseira ao pet.

Hoje, é impensável evitar rações aos nossos bichinhos. A variedade é imensa e há opções para todas as raças, portes e também bolsos. Existem rações com baixo nível de sódio e até opções especiais para cãezinhos com problemas de saúde.

10 Dicas para a Alimentação de seu pet
A pele, os pelos e principalmente a saúde de seu amiguinho dependem de boa alimentação

Claro, isso tudo não precisa restringir você de alimenta-lo com aquela sobra do churrasco de domingo. Apenas preste atenção no que vai dar ao pet. Algumas comidas – que pra nós são deliciosas – podem ser muito perigosas aos cães e gatos.

O metabolismo dos animais – claro – é diferente do nosso.
Confira, então, 10 dicas do que dar ao seu filhote. Entenda os respectivos benefícios e também tenha consciência dos possíveis malefícios:

10 Dicas do que dar ao seu pet

1) Não mude a dieta repentinamente.

Primeiro de tudo: se você alimenta seu pet exclusivamente com ração, cuidado ao variar na dieta. Comece com pequenas porções para não provocar reações como diarreia.

10 Dicas para a Alimentação de seu pet
Seu pet gosta de frutas? Deixe que faça a festa! São ótimos para a saúde.

2) Sua mãe já dizia: “coma mais frutas” 🙂

Se seu pet gostar, dê a ele frutas. Elas são grandes fontes naturais de antioxidantes e vitaminas e fazem muito bem pra a saúde. Um grande benefício para os bichinhos é o favorecimento das fibras para o intestino. Comendo frutas, ele terá melhoras na absorção de nutrientes e prevenção de contaminação por bactérias.

3) Uva faz bem… pros humanos!

Evite dar uvas ao seu filhote. Elas podem gerar desconforto, gases e cólica e mais seriamente causar danos ao rim do bichinho. Isso por conta de substâncias encontradas nas sementes.

4) Carboidrato é combustível pro cãozinho.

Arroz e batata são grandes fontes de energia. Eles aumentam a concentração de glicose no sangue e estimula a produção de insulina, então vá com calma. Se o arroz for integral, tenha ainda mais cuidado. Além da promoção de glicose, ele tem fibras insolúveis e sílica, as quais aumentam a velocidade da passagem do alimento no intestino do animal, reduzindo a ingestão de outros nutrientes e aumentando risco de diarreia.

10 Dicas para a Alimentação de seu pet
Procure manter alimentação balanceada para seu cãozinho. Sabia que a dica serve para você também? 🙂

5) Chocolate: um doce engano.

Chocolate é uma delícia, certo? Mas para seu pet ele possui substâncias tóxicas e excitantes ao sistema nervoso e cardiovascular. Se o animal consumir o equivalente a uma relação de 5g de chocolate por quilo de seu peso corporal, a teobromina e a cafeína chegam a níveis perigosos para a saúde do bichinho. Além de que, o açúcar e a gordura do doce podem engorda-lo.

10 Dicas para a Alimentação de seu pet
Guarde o chocolate pra você. Além de não fazer bem aos dentes do bichinho, faz mal a saúde.

6) Pimenta no bichinho não é refresco.

Alimentos apimentados devem ser evitados. No pet, eles vão irritar as mucosas e podem promover o surgimento de gastrite e outros distúrbios do aparelho digestivo.

7) Carne é bom. Carne é proteína!

Carne, como você já deve imaginar, não faz mal ao cãozinho ou ao gatinho. Mas existe uma diferença importante entre as carnes vermelhas e brancas, que por sua vez, são mais fáceis de serem digeridas pelo animal e não provocam alergias. O cuidado aqui deve ser apenas com os espinhos de peixes e os ossinhos de galinha.

10 Dicas para a Alimentação de seu pet
Com carne é fácil: deixe seu “carnívorozinho” atacar à vontade 🙂

10 Dicas para a Alimentação de seu pet

8) “LATEcínios”

Leite, queijo e iogurte – sem açúcar – são recomendados. Principalmente para os cães e gatos mais velhos, que tem o intestino regulado quando alimentados frequentemente com esses produtos.

9) Refogado de energia, seco de nutrientes.

Legumes e verduras podem ser servidos ao seu pequeno. Mas tome cuidado com a quantidade. Alimentar seu pet com comidas pobres em nutrientes e apenas ricos em energia podem faze-los ficar gordos. A deficiência em nutrientes pode deixa-los propícios a ter imunidade baixa e maior probabilidade de desenvolver doenças e alergias.

10 Dicas para a Alimentação de seu pet
Legume é bom para a alimentação de seu filhote. Mas é pobre em nutrientes.

10) Azeite “Makeover”.

Sabia que azeite de oliva cru é excelente para a pele e pelos de seu pet? Claro, fique atenta à moderação e não exagere na dose, mas um pouco de azeite na ração é indicado. Ela ajuda na absorção de vitaminas lipossolúveis.

Importante: As dicas exibidas aqui não substituem a consulta de um zootecnista especialista em nutrição animal. Ele poderá lhe orientar da melhor forma a estabelecer os limites que favoreçam seu pet.

Como é a experiência com a alimentação de seu pet? Ele gosta de algo específico?
Compartilhe conosco nos comentários abaixo!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply