Caminha Comportamento Conforto Psicologia

Como evitar que o filhote chore a noite

Como evitar que o filhote chore a noite

É bastante comum e normal que seu filhote chore a noite toda nos primeiros dias em sua casa. Semelhante ao que acontece com os bebês, o cãozinho está em um lugar diferente e isso exige que ele se acostume com cheiros, sons e ambiente novos – os quais certamente perturbam. O choro é quase como um pedido de socorro! 🙂

Sim, seu sono e sua paciência são prejudicados. Mas deixa-lo no seu quarto pode não ser a melhor solução. Veja a seguir as razões.

É só chorar que a ajuda aparece

Mesmo se você tiver outros pets de estimação, para o “filhote novato”, todos são desconhecidos e à princípio – são ameaças. Então ele chora. E vai chorar o mais alto que puder. Isso significa que está chamando pela mãe ou por qualquer um que o possa ajudar.

Então você aparece para acalma-lo. Faz carinho, oferece aconchego e amor. Seu cachorrinho percebe e entende isso tudo.

Aí você volta para seu quarto, certo que poderá dormir em paz. Mas seu amiguinho volta a chorar. Você então o traz para o quarto para que se mantenha quietinho. E, como numa armadilha, você cai nesse ciclo vicioso que pode durar até semanas!

Dois problemas precisam de solução:

  • Precisa-se tratar o trauma da separação do filhote e sua mãe ou local de origem;
  • Ele não pode associar sua aparição ao choro dele como chamado de ajuda.
Como evitar que o filhote chore a noite
Seja paciente e firme sem violência. O pequeno é inteligente e vai aprender a se comportar 🙂

“Mãe de brinquedo”

Para tratar o trauma da separação do filhote com a mãe, compre um bichinho de pelúcia. Escolha um que seja parecido ou maior que o filhote. Procure fazer com que esse brinquedo tenha contato direto com a mãe do filhote (peça para os donos esfregarem o bichinho de pelúcia no corpo da cadela).

Deixe que seu filhote brinque bastante com ele. Ao coloca-lo para dormir – junto do brinquedo de pelúcia -, o cheiro impregnado da mãe vai fazer com que ele se sinta protegido e amparado. Em sua percepção, aquele bichinho de pelúcia é um irmãozinho de sua ninhada. Isso o deixará calmo durante toda noite.

Se por algum motivo você não vai conseguir ter acesso à mãe do seu cachorrinho, experimente deixar um rádio ligado próximo ao filhote durante a noite. As vozes podem sugerir para ele que há pessoas por perto, deixando-o menos assustado.

Como evitar que o filhote chore a noite
Um brinquedinho com o cheiro da mãe e uma boa caminha… acredite: vai dormir como um anjinho! 🙂

Sua presença, um presente

Para que o cãozinho não associe a choradeira à sua presença, fique atenta: você não pode aparecer quando ele estiver chorando.

“Sempre que eu choro ela aparece, então vou chorar sempre”, pensa o filhote “sem pensar” 🙂

O ideal é você aguardar que ele pare em silêncio, mesmo que por pouco tempo, e só então chegar até ele. Repita essas presenças em momentos diferentes e com certa frequência durante a noite. Os cães não tem noção de tempo, então essas presenças esporádicas – sempre em momentos em que não está chorando – vai produzir nele a sensação de que você está sempre por perto, sem que seja preciso chorar para chama-la.

Importante: nessas visitas inadvertidas, evite agita-lo com brincadeiras. Não faça barulho, apenas faça um pouco de carinho e vá embora. Caso começar a chorar, deixe-o chorando. Logo irá perceber que o choro não tem qualquer efeito.

Veja abaixo um exemplo prático. Esse “lhazinha” fofo chamado Travis precisa dormir, mas não para de chorar. Perceba, por volta de 1min 20s, que a dona interage pedindo para que ele se acalme para dormir. Sua reação? Mais choro! Assista:

Siga as dicas e sucesso na educação de seu pet!

  1. Essa tática pode funcionar com cachorros mais velhos também. Mas é preciso maior paciência e perseverança. Uma boa dica é entrar em contato com os vizinhos explicando sobre o treinamento que você vai aplicar em seu pet com antecipação. Assim você pode conquistar a compreensão e a simpatia deles para enfrentar o barulho que provavelmente acompanharão à noite.
  2. Para o caso de seu cãozinho viver fora de casa, permita-se deixa-lo dormir dentro de casa na primeira noite. No entanto, é importante que o bichinho de pelúcia já o acompanhe. Mas já na segunda noite é imprescindível que você o deixe dormir em sua casinha (para quem mora em casa) ou em sua caminha (para quem vive em apartamento).
  3. A firmeza da mãe, ou do pai, é indiscutível. Se você quiser ensinar “seu filho”, terá que ser firme. Caso contrário, não há possibilidade de ensina-lo a se comportar.

Se você testou essas estratégia, compartilhe conosco sobre as dificuldades enfrentadas e conquistas realizadas.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply